terça-feira, 17 de novembro de 2009

Pontapé no rebanho

Existe uma abordagem narcotizada por parte das pessoas ao politicamente correcto e à mentalidade de rebanho. Mesmo que desconfiem que o seu pastor seja um verme sem coluna vertebral e a sua turpe federativa, um polvo que se entranha nos diversos níveis do Estado para se autoprepetuar no poder.

Por exemplo, eu quero ver se a selecção luso-brasileira, perdão, a selecção nacional de futebol masculino sénior perde com a sua congénere da Bósnia.
Anda tudo com uma fé... mete-me nojo!
Tudo o que peço é um pouco de justiça retributiva para aquela "equipa".

Mas não vou falar de futebol porque não é esse o meu objectivo.
Hoje é o Dia Mundial do Não Fumador. Mais uma doutrina para as ovelhas.
Apesar disso, vai fazer quarta-feira duas semanas que não fumo tabaco, o que não querer dizer nada, mas se ficar aqui escrito pode ser que não me leve a desviar do bom caminho.

O bom caminho é aquele que não é seguido pelas ovelhas negras. Estas sempre foram mal vistas na nossa sociedade devido aos anos de Inquisição e de Estado Novo. Existem certos sinais que a sociedade está a mudar, mas as mentalidades são quase perenes e auto-sustentadas pela labreguice generalizada. Portugueses, acordai da mediocridade!

2 comentários:

  1. :x eu sou e quero ser sempre uma ovelha negra.

    ResponderEliminar
  2. Bem hajas!
    Houvesse mais pessoas com esse tipo de mentalidade.

    ResponderEliminar